news subheader Notícias

SAÚDE DE PARAUAPEBAS RECEBERÁ MAIS DE R$ 16 MILHÕES DO GOVERNO FEDERAL

 

Aporte será liberado de imediato e garante R$ 5 milhões, por ano, principalmente para atenção básica à saúde

O município de Parauapebas receberá repasse de mais de R$ 16 milhões do governo federal para investimentos na rede de atenção básica da Secretaria de Saúde (Semsa), a serem liberados ao longo de três anos, o que representa aumento de recursos para o setor de aproximadamente 23%.

O anúncio do aporte financeiro foi feito conjuntamente na sexta-feira, 4, pelo prefeito Darci Lermen; pelo diretor do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, João Salame; pelo deputado federal Beto Salame; além do secretário de Saúde, Coutinho das Dores.

Os recursos começam a ser liberados imediatamente conforme planejamento já estabelecido entre município e União, o que dará cerca de R$ 5 milhões por ano para setores como saúde bucal, núcleo de apoio à saúde da família, centro de parto normal, atendimento domiciliar; Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e ainda para aquisição de uma ambulância de emergência e de uma unidade odontológica móvel para atender a zona rural;

A obtenção dos recursos é resultado do empenho da Prefeitura de Parauapebas para melhorar o atendimento oferecido pela rede de atenção básica, tendo em vista os desafios de gerir os serviços em saúde que na prática recebem pacientes de outros municípios, além do custeio da média e alta complexidades, que está sendo feito sem a contrapartida do Governo do Estado.

“Nós precisamos recuperar a atenção básica, pois não podemos mais procurar uma unidade de saúde e não ter remédios Então, todos precisam estar comprometidos, assim como a equipe da Secretaria de Saúde está empenhada para mudar todo este cenário”, disse o prefeito Darci Lermen.

O secretário Coutinho das Dores falou sobre a preocupação que o governo municipal tem com a atenção básica: “É de grande importância para nós este recurso porque ao custear totalmente a saúde de Parauapebas e de municípios vizinhos, quando não podemos contar com o Estado, a atenção básica foi ficando comprometida e isso nos preocupa demais. Trata-se da ponta, da entrada dos usuários para a saúde”.

O diretor do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, João Salame, afirmou que esforços estão sendo feitos para dobrar os recursos para o município provenientes da Rede de Urgência e Emergência (RUE) do Ministério da Saúde. E que outro setor também deverá ser contemplado. “Estamos trabalhando para que nos próximos meses seja aumentado o repasse de recursos para Parauapebas para a realização de cirurgias eletivas”, disse ele.


Texto: Jéssica Diniz
Fotos: Bruno Cecim
Assessoria de Comunicação - Ascom | PMP

Lido 204 vezes
Avalie este item
(0 votos)

ouvidoria 5

ctic

ATENÇÃO: Para uma melhor navegação utilizar google Chrome! Google Chrome logo

JoomShaper